Bolsonaro defende o fim das lombadas eletrônicas

Presidente afirma ser “quase impossível viajar sem receber uma multa” e não vê redução de acidente como objetivo dos equipamentos.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (7), durante uma transmissão ao vivo via rede social, que discute com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, o fim das lombadas eletrônicas.

Ele afirma que novos equipamentos não serão instalados e defende que as lombadas eletrônicas já existentes não terão suas validades renovadas.

“Há uma quantidade enorme de lombadas eletrônicas no Brasil,  é quase impossível viajar sem receber uma multa. A gente sabe, ou desconfia, que o objetivo não é reduzir os acidentes”, analisou Bolsonaro.

De acordo com ele, as empresas de estadas pedagiadas “descobriram que o monitoramento pode fazer parte do tipo de serviço que aumenta a arrecadação”.

R7