Nível de agrotóxicos na água de todos os municípios de SC será analisado

No próximo ano serão realizadas 900 análises, uma por quadrimestre na principal estação de tratamento de cada município, segundo o MPSC

O monitoramento da água tratada para consumo humano será ampliada para todos os 295 municípios de Santa Catarina no ano que vem. A decisão foi tomada no último encontro do Grupo de Trabalho da Água (GT Água). Atualmente, são feitas 100 análises por ano. Em 2020, a meta é chegar a 900, sendo uma por quadrimestre na principal estação de tratamento de cada município.

A ampliação do monitoramento foi aprovada na sexta-feira (19) pelo Conselho Consultivo do Centros de Apoio Operacional do Consumidor do MPSC (CCO). A mudança foi motivada após a análise de laudos que identificaram resíduos de agrotóxicos na água de abastecimento público de 22 municípios catarinenses.

A quantidade estava dentro dos parâmetros definidos pelo governo brasileiro, mas acima do permitido se aplicada a regulação prevista pela União Europeia. Dos 17 princípios ativos encontrados, sete são proibidos na UE.

De acordo com o Ministério Público de Santa Catarina, nas 100 análises anuais feitas a pedido do órgão, foram pesquisados 204 ingredientes ativos e encontrados resíduos não contemplados na regulação vigente no Brasil. A Portaria de Consolidação n. 5/2017, do Ministério da Saúde exige que as concessionárias de sistemas de tratamento a pesquisa de 27 ingredientes ativos.

Na última reunião do GT da Água também foi definida a criação de cinco subgrupos de atuação, cada qual com tema específico: regulação, fiscalização, sistemas de informação, educação ambiental e diagnóstico das áreas críticas em termos de pressões agrícolas sobre os mananciais de captação da água. Estes temas deverão ser abordados em encontros individuais que serão feitos a convite do CCO.

De acordo com o coordenador do CCO, o promotor de Justiça Eduardo Paladino, as atividades de monitoramento continuarão a ser desenvolvidas em parceria com a Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina, Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento e Vigilância Sanitária de Santa Catarina.

O GT Água conta com a participação de representantes de 30 organizações públicas e concessionárias de sistemas de abastecimento de água e tratamento de esgoto e foi constituído pelo MPSC, em abril de 2019, por intermédio dos Centros de Apoio Operacional do Consumidor e do Meio Ambiente (CME).

Fonte: www.nsctotal.com.br