Menu

Novos casos de trabalho escravo em SC

36861959_1825587137505951_7583116269801439232_n

Na última sexta feira (6) foram resgatados 11 trabalhadores que vieram para a colheita da maçã, mas foram trabalhar numa plantação de batatas onde viviam em condições precárias e análogas a escravidão em Lages.

Três estavam doentes e um foi hospitalizado com início de pneumonia. Eles viviam no local há quatro meses, dormindo no chão e trabalhando sem equipamentos de proteção individual.

“Havia muito mofo, muita sujeira, propícia a gerar doença para esses trabalhadores. A água que eles bebiam eram compartilhadas, então tem uma série de problemas que podem acontecer”, disse o auditor fiscal do trabalho Joel Darcie, que participou do resgate.

Apos a denuncia foi constatado que um trabalhador estava tão doente que foi levado em estado grave para o hospital.

Sem carteira assinada eles recebiam só pelo dia trabalhado. Com chuva e sem condições de exercer a profissão eles eram obrigados a ficar no alojamento e sem receber nada.

O empregador agora, deve responder um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) por danos morais e pagar multa.

Lembrando que são seis os empresários que aparecem na lista de trabalhadores que praticam escravidão no estado.

Fonte: Força Sindical de Santa Catarina