Menu

Tragédia Chape Tragédia Chape: nenhuma família recebeu indenização ainda

tragedia chape

Familiares das vítimas do voo do clube Chapecoense, acidentado em 2016 em uma aeronave da LaMia, chegou há uma semana à Bolívia para buscar uma indenização. No entanto, disseram que a empresa de seguros Bisa não deu nenhuma resposta, salvo a existência de um fundo solidário que não cumpre a expectativa. A empresa não ofereceu nenhum comentário sobre o assunto.

“O que está acontecendo aqui é uma falta de resposta por parte da seguradora Bisa”, disse nesta segunda-feira à televisão Gigavisión o advogado Rómulo Peredo, que lamentou que os diretores da seguradora “não quiseram dar as caras”. O advogado brasileiro Josmeyr Oliveira adiantou que os familiares vão decidir no Brasil quais medidas tomarão. Na semana passada, ao chegar à Bolívia, Oliveira afirmou que “não recebemos nem um centavo” quando o acidente está prestes a completar dois anos.

Uma investigação de autoridades colombianas concluiu que a aeronave caiu pouco antes de chegar ao aeroporto colombiano José María Córdova, em 28 de setembro de 2016, por falta de combustível. Setenta e uma pessoas perderam a vida, entre elas 19 jogadores, 14 membros da comissão técnica e nove dirigentes do clube catarinense. Apenas seis ocupantes sobreviveram ao acidente: uma aeromoça, um técnico de aviação, um jornalista e três jogadores.

Fonte:  Bruna Hohensee / www.peperi.com.br