ALERTA! CASOS DE SÍNDROME DE MÃO-PÉ-BOCA AUMENTAM EM PINHALZINHO

Nas últimas semanas as Unidades de Saúde do município de Pinhalzinho, tem observado um aumento considerável de crianças com a Síndrome Mão-Pé-Boca. A doença é altamente contagiosa e ocorre com mais frequência em crianças com menos de 5 anos, mas também pode acontecer em adultos. Geralmente, os sintomas da síndrome mão-pé-boca só surgem após 3 a 7 dias da infecção pelo vírus e inclui febre superior a 38°C, dor de garganta e falta de apetite. Também ocorre o surgimento de aftas dolorosas na boca e bolhas nas mãos, pés, e por vezes, na região intima, que podem coçar.

Conforme a responsável pela vigilância epidemiológica, Ivanete Althaus, os pais precisam ficar em alerta e observar a limpeza do ambiente e dos objetos de uso pessoal das crianças.

“É importante um alerta aos pais em relação com a necessidade de limpeza do ambiente em casa, bem como, os objetos de uso pessoal da criança – bicos, mamadeiras, brinquedos e a lavagem das mãos. Tanto crianças e adultos podem ter o vírus e não apresentar nenhum sintoma, os cuidados precisam ser iguais para todos”, recomenda Ivanete.

As Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica, estão visitando CEIMs e creches domiciliares, orientando sobre a necessidade de avaliação médica de crianças com sintomas e os afastando da turma. Os profissionais vão realizar trabalhos de higienização de brinquedos, fraldários, objetos comuns e lavagem das mãos das crianças e dos profissionais que mantém contato com elas.