Arena de rinha de galo é localizada em reserva indígena

O Grupamento da Polícia Ambiental de Carazinho que pertence ao 1° Pelotão do 3° Batalhão Ambiental da Brigada Militar (BABM), prestou apoio a guarnição da Policia Federal de Passo Fundo na Operação MIG que prendeu oito pessoas envolvidas no homicídio do cacique da Reserva Indígena da Serrinha nesta terça-feira, 26.

Os Policiais do Grupamento Ambiental encontraram em uma propriedade pertencente a um indígena, um rinhadeiro com três tambores característicos para uso em rinhas de galos, dois relógios cronômetros digitais, uma balança digital, 87 galos de rinhas adultos 53 galinhas adultas, 50 pintos recém nascidos, duas chocadeiras elétricas em processo de chocar os ovos, um exemplar de pássaro  trinca ferro e dois coleirinhos com suas respectivas gaiolas.

Devido ao grande número de aves domesticas (galos, galinhas e pintos) foram apreendidos pela polícia federal e nomeado o proprietário do local como fiel depositário até autoridade competente determinar destino final das aves.

Com referências aos pássaros silvestres foi confeccionado um Termo Circunstanciado e Termo de Soltura.