Ataque a facadas dentro de ônibus deixa três pessoas mortas

Um homem esfaqueou e matou três pessoas dentro de um ônibus do transporte coletivo, no Centro de Piracicaba (SP), às 15h15 desta terça-feira (21). Outras três pessoas feridas foram socorridas com vida.

O suspeito foi preso e, de acordo com a Polícia Civil, ele escolheu as vítimas aleatoriamente, apresentava falas desconexas e não tinha uma motivação para o crime.
O ataque ocorreu um coletivo da linha Centro/Vila Sônia, quando o veículo estava na Avenida Armando de Salles de Oliveira, uma das principais da cidade, nas proximidades do cruzamento com a Rua Regente Feijó, no segundo ponto após saída do Terminal Urbano da cidade.

De acordo com uma passageira, o homem saiu do terminal em silêncio e, repentinamente, começou a desferir as facadas.

Imagens que circulam em redes sociais mostram o homem realizando os ataques e PMs chegando ao local para rendê-lo e realizar a prisão.

O trecho foi interditado e as vítimas foram atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Polícias militar e civil e Guarda Civil Municipal atenderam a ocorrência no local, que foi sobrevoado pelo Helicóptero Águia.

Segundo Gilberto Ferreira Algarra, 1º Tenente da PM, o homem que realizou os ataques tem 52 anos.

“Ele embarcou no terminal central e quando saiu para a [Avenida] Armando Salles ele começou o ataque. Daí uma viatura que ficou parada no cruzamento da XV de novembro e Armando Salles percebeu a gritaria e o pedido de socorro. Aí a gente se mobilizou para tentar fazer a abordagem”, relatou o militar.

Segundo o PM, o homem se rendeu, mas estava alterado.

Segundo a prefeitura, morreram no ataque duas mulheres, de 42 e 55 anos, e um homem de 68 anos. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) e não havia informações sobre velório e enterro até a última atualização desta reportagem.

Outras duas vítimas foram conduzidas para o Hospital dos Fornecedores de Cana de Piracicaba (HFC). Uma delas é um rapaz de 28 anos que está em estado grave e a outra é uma idosa de 60 anos que está em estado estável, segundo o último boletim médico da unidade de saúde.

Já uma idosa foi socorrida com crise nervosa para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da rede municipal.

(Com informações G1)