Chapecó está entre as melhores cidades para se fazer negócios no País

A pesquisa divulgada pela Revista Exame mostra o Município em 65º lugar no País.

Chapecó é a 65ª colocada no Ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios produzido pela Urban Systems para a Revista Exame. A pesquisa, na sua 6ª edição, visa identificar o potencial de desenvolvimento econômico dos municípios, considerando as cidades com as melhores oportunidades para se investir. A pesquisa analisou os municípios com mais de 100 mil habitantes, e além de comparar o desempenho de Chapecó com outras cidades do País, mostra ainda outros dois comparativos. Em Santa Catarina, o nosso Município surge na 4ª colocação, atrás de cidades como Florianópolis e Itajaí. Já quando comparado no Sul do País (PR, SC e RS), Chapecó está no 16º lugar.

Mas o que fez Chapecó alcançar essas colocações? O estudo da Urban Systems analisa o potencial para negócios a partir de critérios como desenvolvimento econômico, desenvolvimento social, infraestrutura e capital humano. Baseados nestes indicadores, a pesquisa aponta que o nosso Município cresceu e se desenvolveu na parte econômica e na infraestrutura de 2018 para 2019. Para o Prefeito Luciano Buligon, o detalhamento dos dados mostra que Chapecó segue sua vocação econômica e social como uma das principais cidades do País geradora de oportunidades. “Hoje o mundo nos reconhece e precisamos projetar um segundo Centenário ainda mais pujante e inovador, trazendo pra cá os melhores investimentos, conhecimentos, fortalecendo a agroindústria, o polo de turismo de eventos e negócios, investindo em infraestrutura e proporcionando um crescimento ainda mais sustentável e planejado”, concluiu Buligon.

Na prática, o que a pesquisa da Revista Exame apresenta pode ser observado pelos crescentes números tanto na criação de novos negócios como de empregos. Encerramos 2018 com mais de 26 mil empresas e superamos os 76 mil empregos formais. Somos a terceira cidade no Sul do País na geração de empregos e já alcançamos a marca de 9.500 microempreendedores individuais formalizados. Outras iniciativas desenvolvidas pela Administração também foram fundamentais para esse desempenho, como a elaboração de um Plano Diretor que impacta diretamente no desenvolvimento de novos empreendimentos e negócios. Além disso, a implementação da Lei da Liberdade Econômica Municipal que irá simplificar e agilizar a abertura de novos negócios é outra ferramenta importante que impulsiona o desenvolvimento em Chapecó. “Todas estas iniciativas do Poder Municipal visam desburocratizar a iniciativa privada com foco na criação de oportunidades, geração de emprego e desenvolvimento econômico e social de nossa cidade, gerando, de forma simplificada, meios rápidos e eficientes para o empreendedor investir em Chapecó”, explica o Prefeito.

Neste processo de fomento ao desenvolvimento econômico, a infraestrutura é um quesito fundamental. Item esse que foi apontado na pesquisa como um dos fatores para Chapecó ser uma boa cidade para se fazer negócios. Hoje o Município é referência por desenvolver o maior Programa de Recuperação Asfáltica de Santa Catarina, com mais de 30 quilômetros contemplados colocando em prática as propostas do Plano de Mobilidade Urbana, que está preparando a cidade para o futuro. Paralelo a isso, outras sete ruas estão sendo pavimentadas melhorando a fluidez no trânsito e a qualidade de vida dos moradores. Novos investimentos também começam a ser previstos com o Programa Mãos à Obra, com recursos no valor de R$ 100 milhões para executar obras de infraestrutura, inovação, lazer e meio ambiente. Analisando os últimos três anos, entre executadas e em andamento, foram 144 obras, com aplicação de R$ 110,3 milhões.

Bons resultados apontados pela Pesquisa, se tornam agora um novo desafio para os próximos 100 anos. Desenvolver e fortalecer de maneira continua a economia de Chapecó, sempre incentivando o espírito empreendedor e desbravador, que coloca o Município como referência no Estado e no País.