Chapecoense perde para o CRB e segue complicada na Série B

A Chapecoense perdeu para o CRB por 2×1 no jogo válido pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, que ocorreu na noite desta terça-feira (04), no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

O jogo começou equilibrado. Aos 10 minutos, um toque da bola no braço de Marcelo Freitas dentro da área rendeu pênalti contra a Chape, após checagem no VAR do árbitro de campo Diego Pombo Lopez. Aos 14 minutos, houve a cobrança e Anselmo Ramon, ex-jogador do Verdão, converteu a penalidade para o CRB.

Aos 21 minutos, o jogador Gilvan, do CRB, recebeu cartão amarelo por parar ataque de Perotti, próximo da grande área. Aos 31 minutos, outro cartão amarelo para o CRB, agora para Fabinho, por toque sem bola em cima de Marcelo Freitas.

Quando o relógio marcava 37 minutos, Thomás sofre falta dentro da área, após ser empurrado por Gilvan. O meia da Chape aproveitava passe cruzado de Felipe Ferreira. Quando cobrou o pênalti, Perotti bate no mesmo canto que Diogo Silva caiu e fez a defesa. O Verdão desperdiça a chance de empatar o placar.

No final do primeiro tempo, aos 49 minutos, cartão amarelo para Marthã do CRB por puxão em cima de Thomás. Na cobrança da falta, Bedinelli lança na área, Xandão sobe e cabeceia com força, mas goleirão Diogo Silva salva de forma incrível.

O segundo tempo começou lento, até que aos 10 minutos, Anselmo Ramon pegou de primeira o passe de Gun, e marcou um golaço para estufar a rede de Saulo. É o segundo gol do CRB. Pouco depois, aos 16 minutos, cartão amarelo para Guilherme Romão, do time alagoano, por entrada em cima de Chrystian.

Aos 25 minutos, um lance curioso: cartão amarelo para Paulinho Moccelin do CRB, ex-jogador da Chape, por ter se empolgado durante o aquecimento. Pouco depois, aos 31 minutos, Xandão sobe na segunda trave e cabeceia com tudo a bola batida no escanteio por Thomás. Golaço da Chapecoense, que desconta o placar. A lei do ex, que funcionou contra a Chape, funcionava agora a favor do Verdão, por Xandão ser ex-jogador do CRB.

Em seguida, aos 33 minutos, foi dado cartão amarelo para Matheus Bianqui. Aos 37 minutos, Fabinho, do CRB, recebe lançamento pela direita, consegue fugir da marcação em espaço deixado pela defesa, parte pra cima, chuta, mas Saulo salva o gol do Verdão.

Aos 43 minutos, Paulinho Moccelin consegue se infiltrar na área, deixa marcação para trás, e chuta com tudo em cima de Saulo, que salva mais uma vez. Aos 45 minutos, Anselmo Ramon recebeu cartão amarelo.

No fim do jogo, aos 51 minutos, uma confusão após uma falta rendeu dois cartões amarelos: um para o goleiro Saulo da Chape, e outro para Uillian Correia do CRB. O próximo compromisso da Chapecoense é contra o Operário em casa, no próximo sábado (07), às 11h da manhã, na Arena Condá, em Chapecó.