Copom reduz taxa básica de juros de 6,5% para 6%, menor percentual dos últimos 33 anos

Redução já era esperada por analistas do mercado financeiro. Taxa Selic estava em 6,5% ao ano desde março de 2018, portanto, há 16 meses.

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu nesta quarta-feira (31) reduzir de 6,5% para 6% a taxa básica de juros da economia, a taxa Selic.

Com a decisão, a taxa caiu para o menor percentual desde 1986, quando começou a série história do Banco Central.

A medida já era esperada por analistas do mercado financeiro, embora uma parte previa a queda para 6,25%.

A Selic estava em 6,5% desde março de 2018, portanto, há 16 meses. Na ocasião, a taxa chegou a esse percentual depois de 12 cortes seguidos. Entre julho de 2015 e agosto de 2016, a taxa se manteve em 14,25%.

Impacto em aplicações financeiras

A redução da taxa de juros afeta diretamente aplicações financeiras, como caderneta de poupança e investimentos em renda fixa.

No caso da poupança, por exemplo, a regra atual prevê que os rendimentos devem estar atrelados à Selic quando a taxa estiver abaixo de 8,5% ao ano (caso atual).

Nesse cenário, a correção anual da caderneta fica limitada a 70% da Selic mais Taxa Referencial, calculada pelo Banco Central.

Com isso, com a Selic a 6% ao ano, o rendimento da poupança será de 4,2% ao ano mais Taxa Referencial.

Fonte: G1