Criança de 2 anos é diagnosticada com varíola dos macacos em Chapecó

Paciente passa bem e a família está sendo monitorada, informou a Secretaria de Saúde de Chapecó.

Uma criança de 2 anos foi diagnosticada com a varíola dos macacos em Chapecó, cidade mais populosa do Oeste catarinense. A informação foi confirmada pela prefeitura e a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC) na terça-feira (30).

A criança passa bem e a família está sendo monitorada, informou a Secretaria de Saúde da cidade. De acordo com o órgão, a paciente não tem histórico de viagem.

A coleta do material foi feita no dia 19 de agosto e encaminhada ao Laboratório Estadual (Lacen), em Florianópolis, que confirmou o caso. Em Chapecó, o primeiro paciente confirmado com a doença foi um homem de 42 anos, que esteve no Litoral.

No Estado, há 94 casos confirmados da doença e outros 291 em investigação. Florianópolis é o município com a maioria dos diagnósticos, com 34 casos até a terça-feira.

Como se prevenir contra a monkeypox

  • Evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele;
  • Evitar beijar, abraçar ou fazer sexo com alguém com a doença;
  • Higienização das mãos com água e sabão e uso de álcool gel;
  • Não compartilhar roupas de cama, toalhas, talheres, copos, objetos pessoais ou brinquedos sexuais;
  • Uso de máscaras, protegendo contra gotículas e saliva, entre casos confirmados e contactantes.

Principais sintomas

  • Aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo, como mãos, pés, peito, genitais ou ânus;
  • Caroço no pescoço, axila e virilhas;
  • Febre;
  • Dor de cabeça;
  • Calafrios;
  • Cansaço;
  • Dores musculares.