Dezenove catarinenses estão detidos suspeitos de atos golpistas em Brasília, diz governo de SC

Dezenove catarinenses estão detidos por causa dos atos golpistas que aconteceram no domingo (8) em Brasília (DF), informou o governo de Santa Catarina na noite desta terça-feira (10). Todos os detidos são suspeitos dos seguintes crimes: atos terroristas; associação criminosa; abolição violenta do estado democrático de direito; golpe de estado; ameaça; perseguição; incitação ao crime e dano ao patrimônio público.
 
O governo de Santa Catarina informou que a Secretaria de Articulação Nacional do Estado, em Brasília, acompanha a situação dos detidos.
 
Invasão
 
Bolsonaristas radicais invadiram e depredaram no domingo o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Palácio do Planalto, sede da Presidência da República, em Brasília. O ataque às sedes dos três poderes e à democracia é sem precedentes na história do Brasil. Os invasores quebraram vidraças e móveis, vandalizaram obras de arte e objetos históricos, invadiram gabinetes de autoridades, rasgaram documentos e roubaram armas.