ESTIAGEM: COM RESERVATÓRIOS E RIOS RASOS, UNIÃO DO OESTE DECRETA SITUAÇÃO EMERGÊNCIA

A estiagem está afetando o abastecimento humano e animal de vários municípios da região Oeste. Um deles é União do Oeste, que precisou decretar situação de emergência em decorrência da falta de chuvas. Conforme o executivo, há uma redução drástica nos níveis dos rios, açudes e reservatórios que abastecem as áreas urbanas e rurais.

Em nota, o município reitera que todo o território está sendo afetado pela estiagem, comprometendo o abastecimento humano e causando perdas na agricultura e pecuária. De acordo com a coordenadora municipal da Defesa Civil, Suelem Dal Santo Tessaro, os leitos e reservatórios estão muito abaixo do nível normal e se continuar a falta de chuva, poderá ocorrer desabastecimento na cidade, se não tiver economia.

– Se continuar sem chuva, logo irá comprometer o abastecimento na cidade pela Casan. Lembramos que agora o abastecimento está normal, mas precisamos de economia. No interior, o município está transportando água para o consumo humano para três famílias. Para o consumo animal já são 24 propriedades que estão desabastecidas. Estamos tendo muitas percas na agricultura – explica a coordenadora.

A Defesa Civil recomenda que as pessoas não utilizem água potável para lavar calçadas, carros ou molhar jardins. A colaboração é necessária até que as chuvas retornem e aumentem o nível dos reservatórios.

Fonte: Rádio Centro Oeste / Foto: Rádio Centro Oeste