Farmacêutico é condenado por desviar medicamentos em município do Oeste

Um farmacêutico que atuava na Farmácia Municipal de Bandeirante, cidade de aproximadamente 3 mil habitantes, no Extremo-Oeste de Santa Catarina, foi condenado por desviar medicamentos em diversas ocasiões.

De acordo com a denúncia, apresentada pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), o homem teria usado o cargo para se apropriar de medicamentos indevidamente. Os fatos ocorreram em 2019, em diversas datas, tendo se repetido 17 vezes. O caso é considerado crime de peculato.

Segundo o MPSC, a sentença foi proferida na última quinta-feira, dia 14, e o homem foi condenado a três anos e quatro meses de reclusão em regime aberto, substituídos por prestação de serviço comunitário e pagamento de prestações no valor de 10 salários mínimos.

Além disso, o profissional perdeu o cargo público e foi condenado ao pagamento das custas processuais e do valor de R$ 1.544,93, a título de danos materiais. A decisão é do Juízo da Vara Criminal da Comarca de São Miguel do Oeste e permite recurso por parte do réu.