Golpistas estão se passando por delegado para aplicar o golpe do nudes no Paraná

Na data de hoje, 06/01/2021, várias pessoas procuraram a equipe de Jornalismo da Rádio Copas Verdes FM para pedir ajuda, pois estavam sendo ameaçadas por um suposto Delegado.
A história é sempre a mesma, um perfil de uma moça no Facebook manda solicitação de amizade, a vítima aceita e começam a conversar no bate papo do Facebook.
A “moça” pede o número do WhatsApp da vítima e começam a trocar mensagem por esse aplicativo.
Após algumas mensagens trocadas, a “moça” manda um nudes (foto nua ou seminua) e pede para a vítima também enviar um nudes.
Geralmente após um dia de troca de mensagens entra em contato com a vítima o “pai” da “moça”, dizendo que ela é menor de idade, que tem problemas psicológicos e quebrou o celular ou o computador.
O suposto pai diz que a filha quebrou o computador ou o celular por causa da vítima ter mandado nudes e exige dinheiro da vítima para ressarcir o prejuízo.
O homem manda foto do celular ou do computador quebrado, também manda foto com o valor do aparelho.
Aí começa às chantagens. O homem exige que a vítima deposite o dinheiro, diz que se não depositar vai registrar boletim de ocorrência contra a vítima.
Logo na sequência entra em contato com a vítima um suposto Delegado, dizendo que o pai da menina está na Delegacia para registrar boletim de ocorrência, porém, se a vítima depositar o valor pedido, ele não vai registrar o boletim de ocorrência.
O suposto Delegado diz a vítima que se ela não depositar o dinheiro, o pai da menina vai registrar o boletim de ocorrência e um mandado de prisão será expedido contra a vítima.
Geralmente esse delegado se aparenta como Alex, sua foto de perfil no WhatsApp é de um homem vestindo colete e ao fundo uma viatura da Polícia Civil. Também manda para a vítima a foto de uma carteira, com a funcional de um policial e o brasão da Polícia Civil.
Geralmente os golpistas conseguem todos os dados pessoais da vítima, CPF, identidade e endereço. Com esses dados eles fazem um falso boletim de ocorrência na Delegacia Online, tiram print e enviam para a vítima.
Geralmente eles também enviam áudio pressionando a vítima para fazer o depósito.
Se a vítima for casada, as chantagens são ainda mais fortes. Os golpistas ameaçam dizendo que vão mandar para a esposa ou para os filhos as fotos íntimas que a vítima mandou para a “mulher” com quem conversava via WhatsApp.
Aqui em Prudentópolis, os perfis do Facebook das “mulheres” que estão aplicando o golpe geralmente estão em nome de Lauane Gonçalves e Bruna Albuquerque.
Caso isso aconteça com alguém, a pessoa deve manter a calma e bloquear os números de telefones que estão enviando mensagens e procurar a Polícia Civil para registrar boletim de ocorrência.
Se os golpistas continuarem insistindo o recomendado é a pessoa trocar de número e baixar um “novo” WhatsApp.
Até hoje, não se tem relato que os golpistas tenham divulgado fotos íntimas de alguma vítima.
Geralmente os números que enviam mensagem tem o DDD do Estado do Rio Grande do Sul.
Em hipótese alguma deve-se depositar dinheiro na conta dos golpistas.
Fonte/RÁDIO COPAS VERDES FM