Homem perde 11 mil reais em golpe de falso boleto em SC

A 1ª Câmara Comercial do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), negou indenização por danos morais e restituição de valores a um homem que afirmou ter sido vítima de golpe do falso boleto bancário em Tubarão (SC). Com dívida de R$ 22 mil em uma instituição financeira pelo financiamento de um automóvel, o homem recebeu uma proposta por meio de aplicativo de um suposto escritório de cobrança para a quitação do débito no valor de R$ 11 mil. Sem tomar os cuidados necessários, a vítima pagou o falso boleto e ainda ficou com a dívida.

O caso teve início quando o homem estava com dificuldades financeiras e atrasou o pagamento das parcelas do seu financiamento. Com o objetivo de regularizar os débitos, o homem entrou em contato com a central telefônica do banco e, segundo ele começou a receber ligações e mensagens de aplicativo de um escritório de cobrança.

Quando foi comunicado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) sobre a permanência da dívida, ele percebeu que havia caído em um golpe. Após receber o aviso, a vítima resolveu buscar a justiça e abrir uma ação contra a instituição financeira pelo suposto pagamento. O pedido do homem foi negado.