Julgamento de grupo acusado de matar integrante de facção criminosa rival é hoje em Chapecó

O júri popular que acontecerá nesta sexta (6) no fórum da comarca de Chapecó terá dois homens como réus. Eles respondem por homicídio, tentativa de homicídio, cárcere privado e associação criminosa armada. O julgamento iniciará às 9h da manhã.

Outros três acusados foram julgados anteriormente. No dia 25 de outubro do ano passado, dois homens foram condenados a penas de 36 anos e 13 anos de prisão. Em 2018, no dia 10 de agosto, outro acusado pelos mesmos crimes foi sentenciado a 29 anos, 11 meses e 10 dias de reclusão.

Três deles foram indiciados pela morte de um homem ocorrida na madrugada do dia 19 de fevereiro de 2017, na saída de um baile em Cordilheira Alta. De acordo com a denúncia, a vítima comunicou ser integrante de uma facção criminosa rival a qual os autores fazem parte.

A mulher que acompanhava o homem foi levada, no próprio carro, a uma residência no bairro São Pedro, em Chapecó, onde teria ocorrido o “tribunal do crime”. Os cinco acusados decidiram pela morte dela já que era testemunha do homicídio do companheiro. Os réus teriam levado ela, no mesmo carro, até uma rodovia onde disparam diversas vezes contra a mulher. Depois que o grupo saiu, a nova vítima pediu ajuda e foi socorrida.​