Nasce filho de mulher que foi mantida viva por três meses após morte cerebral

Catarina Sequeira, de 26 anos, foi declarada com morte cerebral após sofrer um ataque de asma.

Nasceu em Portugal, na quinta-feira (28), o filho da canoísta Catarina Sequeira, de 26 anos, declarada com morte cerebral desde dezembro do ano passado, quando sofreu um ataque de asma. Na época, ela estava grávida de 19 semanas. Por este motivo, os familiares decidiram, então, mantê-la conectada a maquinas para que o bebê pudesse sobreviver. As informações são da BBC.

A intenção inicial dos médicos responsáveis era de que a gestação fosse mantida até completar 32 semanas – tempo considerado suficiente para que o bebê tenha mais chances de vida. Entretanto, após três meses, a condição respiratória de Catarina se agravou e o pequeno Salvador teve de nascer uma semana antes do esperado em um parto de emergência. Apesar das condições, o menino, que nasceu com 1,7 kg, é considerado saudável, mas vai precisar permanecer no hospital por pelo menos mais três semanas.

Este é o segundo bebê a nascer nas mesmas condições em Portugal. Em 2016, o pequeno Lourenço veio ao mundo depois que a Comissão de Ética do Hospital São José, em Lisboa, decidiu manter a mãe dele ligada a aparelhos até que completasse 32 semanas de gestação.

Fonte: NSC