Natural de Itapiranga, família procura por doador de medula para filha de 4 anos

FAMÍLIA PROCURA POR DOADOR DE MEDULA PARA FILHA DE 4 ANOS.

Maria Eduarda Rother foi diagnosticada com leucemia no início deste ano e a família tenta encontrar um doador compatível.

Os pais Dandara e Eduardo mudaram o visual para deixar a filha mais confortável com a queda do cabelo durante o tratamento.

A vida da família Rother mudou completamente no dia 11 janeiro deste ano, quando a filha Maria Eduarda Rother foi diagnosticada com leucemia. Segundo a mãe Dandara, Maria Eduarda tem respondido bem ao tratamento, mas um transplante de medula será necessário, porque o câncer, mesmo reduzindo, ainda não “zerou”.

Natural de Itapiranga, a família reside desde setembro de 2018 no Paraná. O tratamento está sendo realizado em Cascavel e o transplantes deverá ocorrer em Curitiba. Nos próximos dias deverá sair o resultado do exame do irmão Davi Lucas, de apenas 10 meses. A esperança é de que ele seja um doador compatível.

Conforme Dandara, apesar de apenas 4 anos, a filha tem lidado bem com as dificuldades do tratamento. Para tentar deixar a filha confortável com a queda dos cabelos, a Dandara e o marido Eduardo também rasparam o cabelo. “Da primeira vez ela disse que eu não precisava só o pai. Aí prometi que se caísse de novo eu cortaria. Aí ela cortou o meu e eu o dela”, relembra Dandara.

Para fazer o cadastro de doador de MEDULA ÓSSEA, o procedimento é o mesmo que se faz para ser um doador de sangue, só que ao invés de doar sangue, só vai doar 5 mls de sangue (como um exame de sangue normal) nos locais autorizados, Hemonúcleos, Hemocentros.

Vamos LÁ PESSOAL, fazer o CADASTRO de DOADOR VOLUNTÁRIO de MEDULA ÓSSEA e ajudar salvar a vida desta princesa.

COMPARTILHE!

Mais Notícias do Dia

Fonte: ONG Anjos sem Asas??