No Oeste de SC, fábrica de cachaça faz álcool 70% de graça para ajudar no combate ao coronavírus

Informações: G1SC
Foto: Epagri
 
Uma fábrica de cachaça de São Miguel do Oeste (SC) transformou a bebida em álcool 70%, de graça, para ajudar no combate ao novo coronavírus. A cachaça usada havia sobrado de um treinamento da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). Foram usados 600 litros da bebida para fazer 233 de álcool.
 
A ideia começou na Epagri. Por lá, existe um centro de treinamento e uma das capacitações é o processamento da cana-de-açúcar, para virar açúcar, melado ou cachaça. “A cachaça, pra mostrar pro agricultor o processo industrial, não pode ser uma quantidade tão pequena. Acaba gerando um estoque de cachaça nesse centro de treinamento. E aí, com a questão do coronavírus, ela poderia ser bidestilada e transformada em álcool 70%”, explicou a extensionista social da Epagri, Leonilda Romani Villani.
 
Com o estoque, o órgão procurou a família Von Dentz, que aceitou transformar a cachaça em álcool. A fábrica estava parada por não ser época da cana-de-açúcar.
 
Por cinco dias, um equipamento chamado bidestilador não parou de funcionar para que a fabricação ocorresse. A Epagri explicou que a transformação da cachaça seguiu todas as normas de higiene exigidas pelos órgãos de saúde. Agora, esse material começará a ser distribuído. “Esse álcool será utilizado em hospitais, locais com aglomeração de pessoas e na Epagri”, afirmou o produtor Jeovane Von Dentz. “A gente agradece por eles terem procurado a gente porque vamos ajudar o pessoal da saúde. O que a gente puder ajudar, a gente vai ajudar”, resumiu a produtora Jeneci Von Dentz.