Pais de quíntuplos de Chopinzinho pegam bebês no colo pela primeira vez

“Estão todos bem, graças a Deus, cada dia melhor”, conta Luís Fernando Araújo, pai dos quíntuplos de Chopinzinho. Ontem, dia 2 de outubro, eles comemoraram um mês de vida. “Ontem (terça-feira), a Ani pegou o Luís Henrique no colo, que é o maior. Hoje (quarta-feira) eu peguei. A gente está fazendo canguru neles”, comemora o pai. “Ainda não temos previsão pra voltar (pra casa), porque depende deles, mas acredito que não vai muito, 30 ou 40 dias no máximo”, acrescenta Luís Fernando.

A mãe Anieli Camargo Kurpel, que às vezes sente falta do barrigão, comenta que conseguiu se recuperar muito bem. “Os bebês estão reagindo super bem, isso que importa. Confesso que tenho saudade do barrigão e cada vez que eu vou lá (no hospital) sinto angústia em sair e deixar eles. No mais, as pessoas em Campo Largo são muito acolhedoras e logo a gente vai pra casa com eles e vamos seguir nossa rotina de sempre. Estamos felizes, a gente sabe que já deu tudo certo e agora é só ter fé, paciência e bastante confiança”, destaca. O maninho Davi Lucas, de seis anos, também aguarda ansioso a alta médica de Laura, Antonella, Tiago, Jhordan e Luís Henrique.

Colaboração
A família, que ainda precisa de muita ajuda, agradece as contribuições. “A gente sempre precisa de muita coisa, mas o que mais está nos preocupando é o leite que vão tomar quando saírem, mas ainda não sabemos qual será, só sabemos que será bem caro”, ressalta Luís. É possível participar da vakinha on line, pra que os pais possam direcionar no que for preciso. A vakinha “Ajuda aos Quíntuplos do Paraná” tem o código 567080. Outra possibilidade é através de depósito: Agência: 842-7, conta: 23340-4, Banco do Brasil. Um amigo do casal também fez um site www.maede5.com.br, contando a história e disponibilizando os links da vakinha.

Do Jornal de Beltrão