PL pede ao TSE anulação de votos em parte das urnas nas Eleições 2022

O presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, entrou com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para pedir a anulação de votos feitos em modelos de urnas UE2009, UE2010, UE2011, UE2013 e UE2015 nas eleições de 2022, nesta terça-feira (22).

Segundo a CNN, a alegação é de que houve “desconformidades irreparáveis de mau funcionamento” nesses modelos. Assinada pelo advogado Marcelo Luiz Ávila de Bessa, a representação cita o laudo técnico de auditoria feito pelo Instituto Voto Legal (IVL), contratado pelo PL, que teria constatado “evidências contundentes de mau funcionamento de urnas eletrônicas”.

“Todas as urnas dos modelos de fabricação UE2009, UE2010, UE2011, UE2013 e UE2015 apontaram um número idêntico de LOG, quando, na verdade, deveriam apresentar um número individualizado de identificação”, afirma a representação.

Os modelos em questão somam 352.125 urnas. Com a manutenção apenas dos votos dados nas urnas UE2020 e a anulação dos demais, a representação indica que Bolsonaro seria o vencedor da eleição.

O presidente Jair Bolsonaro se reuniu com a bancada do PL na manhã desta terça-feira. Há a expectativa de que ele faça um pronunciamento nas próximas horas sobre a situação.

Com informações da CNN Brasil e Jovem Pan