Polícia Civil indicia suspeito que não devolveu chopeira alugada em Chapecó

A 1ª Delegacia de Polícia de Fronteira de Chapecó concluiu inquérito policial que apurava o crime de estelionato ocorrido no início deste ano, em que o suspeito G. D. A. (25), solicitou locação de uma chopeira e um barril de “chopp”, mas como forma de pagamento efetuou depósito com um envelope vazio.

A Polícia Civil alerta os comerciantes que o depósito de envelopes vazios para simular pagamento é prática muito comum nos crimes de estelionato, sendo recomendável que a vítima aguarde o dia seguinte para constatar se o valor realmente entrou na conta bancária.

No caso do inquérito finalizado o proprietário do estabelecimento tentou inúmeras vezes a restituição da chopeira e o pagamento do aluguel, mas nenhum deles ocorreu e amargou prejuízos em torno de R$ 12.000,00 (doze mil reais).

Golpes dessa natureza estão muito comuns em nossa região.

O homem foi indiciado pelo crime de estelionato, que tem pena de reclusão, de um a cinco anos e multa, e o caso será encaminhado ao Poder Judiciário.