Jovem desaparecido há quase três meses foi esquartejado e teve corpo jogado em alagado

O desaparecimento do jovem Edinaldo de Assis Trindade, de 22 anos, teve um desfecho trágico na noite desta terça-feira (15). O corpo dele foi encontrado nas águas do Alagado do Iguaçu, na aldeia indígena Guarani, no limite entre os municípios de Chopinzinho e Mangueirinha, mais especificamente na Ponte do Lageado. O achado do corpo se deu partir da localização da moto de Edinaldo, uma Yamaha Fazer, na tarde de segunda-feira (14).

Desde então, as policias Civil e Militar, com ajuda de familiares, passaram a realizar buscas nas margens do rio na tentativa de encontrar algum vestígio dele. No início da tarde de terça-feira, a Polícia Civil esteve no local acompanhada de Bombeiros para verificar a possibilidade de o corpo estar no mesmo ponto onde a moto foi localizada.

Devido à estiagem, o nível da água diminuiu cerca de 20 metros, tornando mais fácil a visibilidade. Apesar da averiguação, nada foi encontrado e havia sido agendado mergulho para buscas na quinta-feira (17).

No entanto, no final da tarde desta terça, familiares do jovem acionaram a polícia informando terem avistado alguns sacos  dentro da água. Também relataram que um deles havia sido puxado até a margem, sendo encontrado o tênis de propriedade de Edinaldo. Diante da suspeita, a Polícia Civil retornou ao local acompanhada das Polícias Militar e Cientifica (IML e Criminalística).

Também foi acionada uma equipe do Corpo de Bombeiros, composta por mergulhadores, que fez buscas e localizou outros sacos. Ao todo, foram retirados da água seis sacos, amarrados em três pares. Desses, um estava cheio de pedras e areia e os demais com partes do corpo do rapaz, que foi esquartejado. Devido ao estado de decomposição, o corpo foi recolhido ao IML de Pato Branco para identificação oficial.

Fonte: https://www.estacao104.com.br