Laudo aponta que veículo não apresentou problemas mecânicos em acidente em arrancadão

Os laudos periciais feitos pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) após o acidente que vitimou o piloto Ivan Posssami Júnior de 42 anos, durante a prova de arrancadão em Chapecó revelam que o veículos não apresentava problemas mecânicos.

Um laudo analisou as condições da pista e do veículo. Já o outro, foi uma perícia cadavérica da vítima. O laudo apontou que o veículo não possuía problemas mecânicos. O delegado responsável pelo inquérito, afirma que a perícia analisou o sistema de frenagem que não apontou indícios de falha.

Já o laudo cadavérico indicou que a causa da morte foi politraumatismo, o que coincidente com a violência da tragédia. O documento também cita que uma das possíveis irregularidades da pista, seria o guard-rail, mas o delegado afirma que essa não foi a causa do acidente.

Com o resultado dos laudos, a Polícia Civil vai realizar outras ações. Serão apuradas eventuais responsabilidades dos organizadores do evento. Também serão ouvidas testemunhas, familiares e outros pilotos.