Suspeito de estupro é arrancado de delegacia, esquartejado e queimado

O linchamento ocorreu na madrugada deste sábado (18) e foi transmitido ao vivo pelo Facebook

Poucas horas depois de ser preso no município de Fonte Boa, interior do Amazonas, Ronald Gomes Borges, de 28 anos, suspeito de estuprar, matar e esconder o corpo de Elcleciane Nascimento Duarte, de 11 anos, foi retirado da delegacia pela população, espancado, esquartejado e queimado no meio da rua.

O linchamento ocorreu na madrugada deste sábado, 18, e foi transmitido ao vivo pelo Facebook. Fonte Boa fica a 678 km a oeste de Manaus, em linha reta.

Ele seria transferido para Manaus nesta segunda-feira por questões de segurança, já que estava sendo ameaçado de morte. Mas os moradores do município se reuniram em frente da delegacia pedindo que a polícia liberasse o suspeito para que fosse feita ‘Justiça com as próprias mãos’.

Como o pedido não foi atendido pelos agentes de segurança, a população acabou invadindo a delegacia e matando o homem. A delegacia ficou parcialmente destruída e viaturas foram apedrejadas.

Segundo a Polícia Civil, Borges confessou ter estuprado e matado Elcleciane Nascimento Duarte em sua casa. Ele teria oferecido R$ 40 em troca de relações sexuais.

A vítima teria sido estuprada e morta por asfixia após ter tentado fugir. O corpo foi descoberto no quarto pela mulher do suposto assassino.

Trata-se do terceiro caso de invasão de delegacia seguida de linchamento em cidades dos Amazonas nos últimos anos. As ocorrências anteriores foram em Novo Aripuanã, em 2017, e em Borba, no ano seguinte.

Fonte Banda B