Time é campeão de torneio, ganha 4 caixas de Belorizontina e devolve prêmio

O estudante Luiz Sequeira, de 22 anos, foi à fábrica da Cervejaria Backer, no bairro Olhos D’Água, região do Barreiro em Belo Horizonte na tarde desta segunda-feira (20) para devolver quatro caixas cheias da cerveja Belorizontina, investigada por intoxicar seus consumidores com dietilenoglicol.
Segundo Luiz, no final do ano passado, ele e mais um grupo de aproximadamente 15 amigos conquistaram um campeonato de futebol, e, como prêmio, ganharam aproximadamente 60 garrafas da bebida.

Eles estavam marcando um churrasco para consumirem a bebida, porém, devido as festas de fim de ano algumas dessas pessoas viajaram, e não foi possível fazer a comemoração, que foi sendo adiada. Acabou que ninguém bebeu a Belorizontina.

Quando começou a ser noticiado que a bebida estava sob suspeita de estar intoxicada, o que casou doenças e até mortes, Sequeira resolveu olhar qual era o lote da bebida, e constatou que 90% das garrafas estavam entre os lotes comprovadamente contaminados por dietilenoglicol, o L2 1354.

Ao chegar à porta da Backer nesta segunda-feira, ele foi informado que deveria realizar esse descarte em um dos postos da Vigilância Sanitária em BH.