Tratamento precoce da Covid-19 tem apresentado resultado positivo em Jardinópolis

A Secretaria de Saúde de Jardinópolis tem apoiado o protocolo de tratamento precoce para pacientes com Covid-19, desde o início da pandemia. Mais de 90% dos medicamentos são fornecidos pela Unidade Básica de Saúde (UBS), para garantir a adesão dos pacientes ao tratamento.

O secretário de saúde, Darci Pansera, destaca que o valor médio, em farmácias particulares, para custear o tratamento varia de R$ 300,00 a R$ 600,00, dependendo da prescrição e quantidade de medicamentos necessários. “Estamos disponibilizando, na Farmácia Básica da Unidade, os medicamentos com um custo médio para o Fundo Municipal de Saúde de R$ 100,00, adquiridos em licitação feita pelo CIS-Amosc. O objetivo é evitar o agravamento da doença, o que está ao nosso alcance estamos fazendo para ajudar, percebemos que este protocolo está sendo bem sucedido”, comenta.

Conforme a médica da UBS, Thanara Weirich, o tratamento precoce para pessoas acima de 16 anos tem dado bons resultados quando iniciado em até 72 horas do início dos sintomas. “Não é um tratamento preventivo, ou seja, não adianta utilizar o protocolo se estiver assintomático buscando prevenir a doença. Para isso, ainda é indispensável o uso de máscara, álcool gel e distanciamento social. Além disso, não esperamos resultado de exame de Covid para iniciarmos o tratamento. O fazemos na primeira oportunidade que o paciente procura a Unidade de Saúde”, explica.

Desde o início da pandemia, mais de 680 pacientes receberam prescrição médica para conter o avanço da Covid-19. Até o momento, um total de 295 indivíduos testou positivo.

A médica enfatiza que o tratamento precoce contribui para diminuir a multiplicação do coronavírus e a transmissão para outras pessoas. “Não existe, ainda, um tratamento específico com embasamento científico para a doença. Estudos estão sendo feitos constantemente na busca por um tratamento efetivo. Enquanto isso, usamos as armas (medicamentos) que temos”, fala.

No dia 6 de julho de 2020, a Secretaria de Saúde de Jardinópolis registrou o primeiro caso de Covid. Desde então, foram contabilizados onze internações. De acordo com a médica, esses pacientes procuraram atendimento após as 72 horas, incluindo os três óbitos. Além disso, todos possuíam alguma comorbidade.

A médica salienta que nem todo o resultado negativo significa que o paciente não tenha Coronavírus. O resultado do teste rápido não é 100% confiável, depende da correta informação do dia em que o paciente iniciou os sintomas e da carga viral.

“Explicamos para todos os pacientes que um resultado de exame negativo não afasta a possibilidade de doença. Já tivemos, inclusive, paciente que testou negativo e poucos dias depois a mãe testou positivo, o que corrobora que mesmo com um resultado negativo, o indivíduo deve cumprir com o isolamento domiciliar para evitar a disseminação do vírus”, enaltece.

Toda a equipe da UBS de Jardinópolis está engajada no acompanhamento dos pacientes. São feitos a cada 24-48 horas contato telefônico ou via whatsapp para saber dos sintomas, seja ele confirmado com Coronavírus ou não. Dessa forma, consegue-se saber a evolução de paciente e manejar de forma mais apropriada cada situação.

Vacinação

A Secretaria de Saúde de Jardinópolis está aplicando as doses da vacina de combate ao Covid-19. Até o momento, recebeu do Ministério da Saúde doses para atender 85 pacientes, entre a primeira e a segunda dose. A orientação aos vacinados é para que continuem seguindo os cuidados preventivos.

Crédito do texto: Jornalista Idiomar Tessaro

Foto: Divulgação