Vendedor xanxerense foi alvejado a tiros e agredido na cabeça antes de ser arrastado para mata

Levantamentos feitos com exclusividade pela reportagem do Ronda Policial, confirmaram que o vendedor xanxerense João Ricardo Arno de 35 anos, vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte), foi alvejado com disparo de arma de fogo e agredido na cabeça antes de ter sido arrastado para mata. As informações colhidas pelo departamento de jornalismo do RP, apontam que João foi alvejado com disparo de arma de fogo de forma lateral, transfixando o braço e ficando alojada nas costas.

Além do ferimento a bala, ele também apresentava lesões na cabeça, provocadas por arma branca (pedaço de madeira). Os indícios preliminares apontam para que ele tenha sido baleado e agredido vindo a ficar inconsciente para que depois fosse então arrastado para a mata com uma corda amarrada ao pescoço, provocando a asfixia por enforcamento, gerando corte no pescoço do xanxerense.

Ainda na quinta-feira (27), após a localização do corpo de João, a polícia passou a realizar buscas na casa do suspeito e acabou localizando em um galpão (paiol) uma espingarda (calibre indefinido), possivelmente a arma utilizada no crime.

As investigações prosseguem por parte da Polícia Civil, que busca entre outras coisas identificar se houve a participação e envolvimento de outras pessoas no crime. O suspeito encontra-se preso no Presídio Regional de Concórdia, e durante todo seu interrogatório, permaneceu em silêncio e nada manifestou a respeito do caso.

Fonte: Ronda Policial