Vereador de Pinhalzinho defende projeto que legaliza rinha de galo

Durante a sessão da Câmara Municipal de Pinhalzinho (SC), realizada na noite de segunda-feira (7), o vereador Dejair Teixeira (PSDB), conhecido como Deja, criou polêmica ao se manifestar sobre um projeto de lei relacionado aos maus-tratos contra animais, de autoria do vereador Rogério Bach (PT), que estava em discussão e em votação no Poder Legislativo. Ao justificar o seu voto, Deja disse que seria contra o projeto uma vez que defende projeto para legalizar rinha de galo.
 
“Esse projeto de cães e gatos eu concordo, só que os maus-tratos a animais, eu sou defensor do galo de rinha, galo de briga, e estamos elaborando um projeto que vai para uma deputada federal. Estamos colhendo assinaturas e fizemos um abaixo assinado e seu votar favorável, eu estou prejudicando si próprio. Quero que o colega vereador entenda o meu lado, mas eu sou contra”, afirmou o vereador. Já outros vereadores se manifestaram a favor do projeto de lei.
 
O projeto de lei acabou aprovado por oito a um, sendo o vereador Dejair Teixeira o único contrário.
 
A iniciativa precisa passar por uma segunda votação, antes de ir para sanção do Poder Executivo. De acordo com o artigo 32 da Lei Federal nº 9.605/1998, a organização ou participação de rinha de galo é considerado um crime ambiental, passível de pena de detenção que varia entre três meses e um ano, além de multa.